Ana Lúcia Altino é um das idealizadoras do Virtuosi. (Divulgação).

é um das idealizadoras do . (Divulgação).

O Virtuosi é hoje um dos festivais mais importantes no cenário da música clássica no Brasil. Com uma programação que traz peças clássicas e contemporânea, o evento populariza um gênero rico em inovações e que precisa ser mais popularizado nas agendas culturais, não só do Recife, mas de outras cidades.

Este ano o Virtuosi realiza concertos e recitais em diferentes locais além da capital pernambucana: Buenos Aires, Montevidéu, Santiago, Olinda, João Pessoa, Natal, Salvador e Fortaleza. Veja aqui a programação completa.

Para comentar as novidades convidamos a pianista Ana Lúcia Altino, uma das idealizadoras e produtoras do Virtuosi. Ela conta como foi selecionar os novos artistas e concertos deste ano e escolheu com exclusividade aqui na Revista O Grito! nomes de destaque desta edição.


Pela primeira vez no Brasil, o Trio con Brio Copenhagen é hoje um dos dois grupos de câmara mais representativos da Dinamarca. O Trio está formado por duas irmãs coreanas e um dinamarquês. Estranho pensar em coreanos no trio dinamarquês! Os três se conheceram em Viena quando estavam estudando. Resolveram formar o Trio e morar na Dinamarca. A violinista é Spalla da Orquestra da Rádio de Copenhague e a violoncelista já foi da Orquestra da Ópera e hoje é também da Orquestra da Rádio. O grupo venceu vários concursos para trio com piano e possui uma excelente discografia. O Trio estará em Recife, João Pessoa e Salvador. Primeira vez no Brasil.

, violino
Acredito que Clara é um dos maiores destaques dessa edição do Virtuosi. Nós ouvimos Clara na transmissão ao vivo do Concurso Tchaikowsky realizado em 2015. Torcemos como loucos por ela. Estávamos Rafael, eu, meus filhos um na Europa outro nos Estados Unidos, amigos na Argentina, todos assistindo e comentando. Suas provas foram lindamente executadas com um repertório muito difícil e tudo muito preciso e musical. Desde então ficamos atrás de uma forma como contatar essa maravilhosa artista. Não havia site, não havia rede social, nada. Mas não desistimos. Um dia seu site entrou no ar e na mesma hora entramos em contato. Ela aceitou o convite para nossa alegria. Clara apresentará um recital imperdível dia 11 às 18h no Convento de São Francisco em Olinda. E será solista da Orquestra Virtuosi nos concertos em Recife, Montevidéu e Buenos Aires.

, piano
Há alguns anos atrás Kristina esteve no Virtuosi como pianista acompanhante de seu marido o violinista meio brasileiro, meio alemão Nicolas Koeckert. Ela impressionou a todos nós naquele momento. Nós queríamos apresentar um grande pianista em um dos recitais no Santa Isabel (recital de piano é sempre muito querido pelo público). Vi então pela rede social um vídeo que Kristina postou tocando uma das peças mais difíceis que conheço, a Polka Tritch-Tratch de Czifra, que foi um grande pianista especialista em Liszt. Fiquei impressionada com a execução de Kristina e imediatamente mandei uma mensagem a ela que aceitou o convite e fará um recital no dia 16/12 com obras de Tchaikowsky, Czifra, Chopin, Rachmaninov.

orquestra-virtuosi-flora-pimentel


É importante falar da Orquestra Virtuosi porque é uma orquestra que não tem vínculo com nenhuma instituição e é formada somente para os festivais Virtuosi. Os componentes da orquestra são originários de vários países tais como Suécia, Dinamarca, Itália, Estados Unidos, Alemanha, Costa Rica, Rússia, Chile e naturalmente Brasil. Nosso Spalla, primeiro violino, é também o Spalla da Orquestra Maggio Musicale de Florença, regida por Zubin Mehta. São todos membros de orquestras importantes e grupos camerísticos muito importantes. A meu ver não existe nenhuma orquestra semelhante nesse país e é por isso que todo mundo gosta de ser convidado para participar do Virtuosi. Aqui se faz música de verdade.

&
“Música por um tempo” é o título do programa que o duo Khalil & Ferreira vai apresentar em Recife, Natal e Fortaleza. Ronan Khalil é um grande cravista francês, especialista na música antiga. O programa do duo é todo formado por obras dos séculos XV e XVI. Ronan já participou do Virtuosi uma vez e retorna com o contratenor Rodrigo Ferreira, brasileiro radicado na França. Contratenor é um cantor masculino que canta numa tessitura equivalente à do contralto ou mezzo-soprano. É a primeira vez que Rodrigo participa do Virtuosi. No XI Virtuosi tivemos um contratenor francês fantástico, talvez um dos melhores do mundo atualmente, Philippe Jarousky. Estamos todos ansiosos para conhecer melhor Rodrigo.

Sem mais artigos