Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Um dos festivais internacionais de cinema que mais vem recebendo prestígio no Brasil é o Amazonas Film Festival, que neste ano completou 10 anos. O evento terminou nesta quarta (7) dando vitória para o indiano The Lunchbox, do diretor Ritesh Batra.

Tanto o Amazonas Film Festival quanto Batra são coisas que merecem ser descobertas. Co-produzido por Índia, Alemanha, França e EUA, The Lunchbox mostra a história de amor entre duas pessoas que se comunicam através de uma marmita (!), daí o nome do filme.

O carisma do diretor Irrfan Khan (o mesmo de As Aventuras de Pi) cativou o júri, que ainda deu prêmio de melhor atriz para Nimrat Kaurm. Ainda sem previsão de estreia comercial no Brasil, The Lunchbox vem sendo considerado a obra-prima do diretor Ritesh Batra e peça-chave para entender a retomada do cinema autoral indiano, cada vez mais entrosado com uma produção globalizada.

Mais prêmios
Metro Manila, filme anglo-filipino de Sean Ellis, saiu com prêmio do público, além de direção e roteiro. O longa é candidato do Reino Unido para o Oscar de filme estrangeiro e já tinha vencido o prêmio de público em Sundance e de crítica em Hamburgo.

O afegão Wajma teve uma menção honrosa do júri e o brasileiro Entre Nós saiu como melhor ator. Nos curtas venceram Quimera, de Tarcisio Lara e Quinto Andar (o prêmio é exclusivo para produções brasileiras). Já o melhor curta amazonense foi para Anos de Luz, de Aldemar Matias. [Via UOL e EFE]

Leia Mais
Oscar 2022: Tapa de Will Smith, poder do streaming e poucas surpresas marcaram a premiação