Foto: Walter Craveiro/Divulgação

Os cartunistas Laerte Coutinho e Angeli foram os destaques da Festa Literária Internacional de Paraty, a Flip, no sábado. A conversa, mediada pelo jornalista Claudiney Ferreira, começou com um papo sobre liberdade criativa e direitos individuais. Também foi debatido os limites do humor.

Angeli chamou atenção ao dizer que, perto de completar 60 anos de idade, está perdendo a memória. “Fumei muito orégano na vida. Estou tentando me acostumar e trabalhando essa ideia de envelhecer”, disse. Falaram também sobre crises criativas e vontade de parar.

“O que era fácil antes começa a ser difícil. Antes eu fazia mais rápido e acabei criando um artifício – uso desenhos sem motivo, pegando coisas antigas que estão na gaveta, que chamo de caderno de esboços”, contou. Já Laerte falou que não trabalha mais com personagens. “Posso recorrer a anotações ou a ideias que já produzi no passado. Mas não se trata de nenhuma picaretagem”.

Veja os melhores momentos abaixo.

Leia Mais
Dua Lipa lança segundo álbum, “Future Nostalgia”, hino perfeito para dançar na quarentena