Tartaruga Vermelha, premiado em Cannes. (Divulgação).

Tartaruga Vermelha, premiado em Cannes. (Divulgação).

O Festival exibe até este final de semana dois dos longas mais cultuados recentemente no circuito autoral de animação: e . Além disso o evento ainda traz a Mostra Erótica e a Mostra Parque, ao ar livre.

O esperado A Tartaruga Vermelha faz sua estreia neste sábado (26), no Cine São Luiz. O filme do Stúdio Ghibli recebeu o Prêmio Especial do Júri na mostra “Um Certo Olhar” do último Festival de Cannes . Também foi o filme de abertura da 40º edição do Annecy, o maior festival de animação do mundo. No Brasil tem estreia nos cinemas em fevereiro de 2017.

Dirigido pelo holandês Michael Dubok de Wit (vencedor do Oscar pelo curta de animação Pai e Filha, de 2000), o filme não tem falas e traz a mesma estética que fez famoso o Studio Ghibli, o mesmo de A Viagem de Chihiro. O filme conta a história de um homem que, após um naufrágio, foi levado para uma ilha habitada por tartarugas e caranguejos e desprovida de seres humanos.

https://www.youtube.com/watch?v=gylyhyqeSWQ 27/11

A Menina Sem Mãos conta a história de uma família que vende a filha para o demônio após passar por dificuldades financeiras. A pureza a protege, mas ela acaba sendo vítimas de um castigo impiedoso: suas mãos são amputadas.

Com um traço delicado, o longa francês vem sendo celebrado onde foi exibido. Seu diretor, Sébastien Laudenbach, é parte do Júri Oficial do Animage este ano e ainda ofereceu uma masterclass no Recife, onde deu detalhes de seu processo criativo. A Menina Sem Mãos será exibido nesta sexta (25), no São Luiz.

O Animage acontece ainda na CAIXA Cultural Recife, Cinema do Museu, Aliança Francesa, Praça da Várzea, Parque Dona Lindu, Morro da Conceição, Hospitais IMIP e Agamenon Magalhães. Mais detalhes da programação no site.

O delicado longa A Menina Sem Mãos. (Divulgação).

O delicado longa A Menina Sem Mãos. (Divulgação).

Sem mais artigos