bezerra2

Doze anos após a morte do sambista, cinco discos de Bezerra da Silva, gravados entre 1980 e 1991, chegam a todas as plataformas digitais, como iTunes, Spotify, Deezer, Apple Music e Google Play. Os álbuns estarão disponíveis a partir desta terça-feira (17), justamente na data da morte do cantor que, como brincou Dicró, morreu no “dia do 171”.

Em 30 anos de carreira, Bezerra da Silva gravou mais de 30 álbuns, sendo 14 pela Sony Music, gravadora com a qual trabalhou entre 1980 e 1993. O artista, natural de Pernambuco, também teve compilações póstumas lançadas pela gravadora, como a caixa O Samba Malandro de Bezerra da Silva (2005).

Com os cinco discos disponibilizados nesta terça, toda a discografia do sambista pela Sony já está disponível digitalmente.

Entre os álbuns que acabam de ser disponibilizados está Punhado de Bambas (1982), que tem a faixa-título em homenagem ao bairro de Madureira, no Rio de Janeiro. Os outros quatro são Partido Muito Alto (1980), Samba Partido e Outras Comidas (1981), Se Não Fosse o Samba (1989) e Partideiro da Pesada (1991).

Outros clássicos, esgotados em CD e vinil, já estavam disponíveis em serviços de streaming, a exemplo de Alô Malandragem, Maloka o Flagrante (1989), que tem o sucesso “Malandragem dá um Tempo”.

bezerra

Leia Mais
Morre Luiz Galvão, fundador dos Novos Baianos, aos 87 anos