Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

O artista plástico Bruno Vilela abre nova exposição a partir desta quinta na Galeria Amparo 60, no Recife. A mostra, que tem curadoria de Moacir dos Anjos e é a segunda do artista na galeria, é composta por 15 desenhos e uma pintura, realizados entre 2012 e 2014. Na abertura, será lançado o livro homônimo, que traz o registro de estudos e obras da série, com um texto do curador.

O artista trabalha mais uma vez questões do inconsciente e espiritualidade. O título da exposição, Animattack, é uma palavra criada da fusão de duas outras: Anima e Attack. O artista teve como fonte a definição do termo Anima, proposta por Carl Jung, que a percebe como uma espécie de Deusa, uma metáfora para esse espírito que representa o inconsciente masculino. Através desse olhar, se resgatam as figuras da Grande Mãe, da Feiticeira, da Bruxa, da Santa, presentes em centenas de civilizações, há milênios, nas mais diversas religiões.

Hanuman_82x113cm_pastel_seco_s_papel_2014

Essa entidade surge como guia, como um espírito que orienta o guerreiro na floresta, ou como uma bruxa assustadora, o símbolo da mulher amada e da mãe da infância perdida. “Sempre que aparece, envolta em fumaça, como espectro, sombra, traz muito medo, pavor, pânico ao homem, que logo foge dela. É o lado selvagem, feminino, místico da alma masculina. Por isso o attack, o pânico”, explica. Segundo ele, pânico vem de PAN, figura mítica grega que surge no caminho do homem que tenta cruzar o vale secreto do inconsciente. “É preciso vencer PAN e a Anima funciona como guia, como Hermes, Exu e Mercúrio. É sacerdotisa, oráculo, o primeiro ancestral, o sentido da vida”, detalha.

Para Bruno Vilela, a ideia central para compreender seu trabalho é mitologia pessoal. “Temos medo do desconhecido. O que é recorrente no meu trabalho é a busca pelo desconhecido, pelo aprofundamento das questões do inconsciente, os estudos das mitologias antigas dos povos, perdidas e esquecidas.”

A visitação vai até o dia 30 de outubro de 2014. A Galeria Amparo 60 funciona de segunda a sexta, das 9 às 13h e das 14h às 19h e aos sábados das 10 às 14h (Com agendamento prévio). Fica na Av. Domingos Ferreira, 92, em Boa Viagem.

Quarto-1119_113x87cm_pastel_seco_s_papel_2014

Ela_117x80cm_pastel_seco_s_papel_2014

Leia Mais
Revista Propágulo abre exposição coletiva com 11 artistas pernambucanos