DJ Harris é só mais um, mas garante que diverte

Calvin Harris

CALVIN HARRIS

[Sony-BMG, 2007]

Calvin Harris - I Created Disco Com apenas 23 anos, já causa frisson no mundinho electro indie inglês. Depois de descoberto por sua página no MySpace, fez sucesso com hits como “The Girls” e abriu shows para nomes de peso, entre eles o Groove Armada e Faithless. Esse conto de fadas parece novo? Evidente que não.

Com forte inspiração do brit pop e rock inglês oitentista, o DJ e produtor soube construir sua assinatura na efervescente cena dance inglesa. Vale dizer que Harris apareceu num contexto de ebulição, após o Klaxons inovar a relação de guitarras e batidas eletrônicas e o Simian Mobile Disco ser aclamado por uma parte da crítica.

Na cabeça de Harris, I Created Disco já nasceu poderoso. Depois de série de singles matadores, sucesso em clubes, elogios de artistas como Killye Minogue e Sophie Elies-Baxtor, era de se esperar uma atenção ainda maior de seu primeiro LP. As idéias no álbum não trazem nada de novo, mas, assim como o electroclash fez seu panteão de ídolos, Calvin Harris merece seu posto. Mas aí, a de se vender como DJ do novo século ou algo do tipo, já é demais. No máximo, é o hype do verão. (Ou de vários verões).

Em alguns momentos, até é um álbum divertido, mas não se controla em soar maçante, cantando sobre bases já desgastadas ou usando temas cansativos do electro.[Paulo Floro]

NOTA: 5,0

Sem mais artigos