heli_2564158b

O diretor mexicano Amat Escalante abriu a mostra competitiva do Festival de Cannes com com muito peso e violência. Heli descreve o cotidiano dos mexicanos pobres no interior que vivem sob a influência do tráfico de drogas e corrupção.

Este terceiro longa de Escalante tem chamado atenção no México, onde tem servido para levantar debates sobre problemas bem antigos da sociedade mexicana. A trama fala do personagem-título, que procura por seu pai desaparecido misteriosamente. No caminho, acaba se envolvendo em um mundo de prostituição, tráfico de drogas e corrupção policial.

Aos 34 anos, o diretor já é conhecido em Cannes, onde levou Los Bastardos, em 2008, na mostra Um Certo Olhar. Com apenas três filmes no currículo, ele é o mais jovem realizador a concorrer à Palma de Ouro este ano.

O México é famoso por seus diretores engajados socialmente e críticos aos problemas do país. É o caso de Alejandro Gonzalez Iñarritu, Michel Franco ou ainda Carlos Reygadas. Para Escalante, Heli é uma síntese de seus filmes até agora. Veja o trailer abaixo. Ainda não há previsão de chegada ao Brasil.

Heli-13mai2013-02

Leia Mais
Megan Thee Stallion e Beyoncé juntas no remix do hit “Savage”