Divulgação
Divulgação

RISO PELO EXAGERO
Longa abriu o Cine PE e trouxe piadas sem graça, apesar do protagonista carismático

Por Paulo Floro

Giovanni Improtta, filme que abriu a competição do primeiro dia do Cine PE, parece atender a uma demanda de público ávido por comédias exageradas e farsescas, no melhor estilo Zorra Total de ser. Basta ver os recentes sucessos de bilheteria. Dirigido por José Wilker, o longa traz para as telas um personagem criado por Aguinaldo Silva nos anos 1970. Bicheiro brega e sem instrução que acaba sendo acusado de um crime de assassinato.

Leia Mais:
Curtas do primeiro dia não entusiasmam
Entrevista: Adelina Pontual fala sobre Rio Doce-CDU

NE10: Público se irrita com demora da abertura no primeiro dia

Com um elenco de nomes consagrados como Hugo Carvana, Paulo Goulart, Milton Gonçalves e Othon Bastos, o filme de José Wilker é uma comédia que se esforça bem pouco. Mesmo apoiado no carisma de seu protagonista, o roteiro não consegue ir além do riso pelo exagero e entrega momentos constrangedores ou de completo tédio.

Giovanni do título encarna um tipo bastante comum na cinematografia brasileira, uma encarnação do malandro corrupto, de fala errada, mulherengo e fanfarrão. José Wilker até tenta trazer alguma profundidade no pastelão que se meteu, mas o conjunto todo não ajuda. Há coadjuvantes mal trabalhados, falta peso ao texto, mas o pior mesmo são os momentos das piadas sem graça, talvez o maior pecado de uma comédia. Aquele silêncio que parece interminável quando deveriam existir gargalhadas da plateia.

Nem a fama do personagem ajudou. Criado para o livro de Aguinaldo Silva, O Homem Que Comprou o Rio, nos anos 1970, Giovanni apareceu novamente em Prendam Giovanni Improtta, do mesmo autor, em que se baseou o filme. Chegou a aparecer na novela A Senhora do Destino. É tudo hiper-exagerado, kitsch, e talvez isso possa indicar uma busca por personalidade, mas depois é fácil perceber que é mais uma muleta para o humor bem mediano do que realmente uma solução estética.

Conhecido por sua predileção por um cinema mais comercial, o Cine PE apostou no elenco e na força desse lançamento para abrir o primeiro dia de festival. Mas, pela recepção fria da plateia, a proposta parece não ter dado muito certo.

giovanni4GIOVANNI IMPROTTA
De José Wilker
[BRA, 2013 / Sony Pictures]
Com José Wilker, Andrea Beltrão, Hugo Carvana, Paulo Goulart

Nota: 5,0

Foto: Daniela Nader/Divulgação
Foto: Daniela Nader/Divulgação
Leia Mais
Filmado durante isolamento social, curta “Redoma” estreia no Recife