A cineasta Anna Muylaert lança livro de contos Quando o Sangue Sobe à Cabeça (Lote 42), uma história que ficou 23 anos engavetada e que deu origem a um dos curta-metragens.

O lançamento acontece no MIS (Museu da Imagem e do Som), dia 25 de março, às 19h, com uma fala da autora e exibição do curta-metragem A Origem dos Bebês Segundo Kiki Cavalcanti, cujo enredo surgiu originalmente em uma das histórias do livro.

Quando o Sangue Sobe à Cabeça traz seis narrativas curtas, sempre protagonizadas por personagens mulheres. De uma depiladora falastrona a uma grávida desconfiada com seu médico, Muylaert constrói relatos envolventes sob a perspectiva de personagens diversas.

A artista escreveu as histórias nos anos 1990 como uma forma de construir sua voz autoral, com desenvolvimento de tramas e personagens. Em 2002 ela lançaria seu primeiro longa-metragem, Durval Discos. Dirigiu outros quatro filmes, entre eles o multipremiado Que Horas Ela Volta?.

“O que começa aqui continua sendo tecido e desvendado até hoje. De certa forma, Quando o sangue sobe à cabeça é um filme que nunca foi visto. Ou um livro que nunca deixou de querer ser lido”, escreve Muylaert do prefácio da obra.

O livro tem capa impressa em serigrafia branca. Uma sobrecapa com dobras irregulares forma um pôster com detalhes do corpo humano. A dedicatória, “Para Celina e Celina”, foi carimbada manualmente em tinta vermelha. O projeto gráfico é de Gustavo Piqueira e Samia Jacintho, sócios do multipremiado estúdio Casa Rex.

Muylaert lançou seu primeiro livro em 1988. Vai!, publicado pela Massao Ohno Editora, trazia poemas com marcante expressividade visual.

Leia Mais
Adeus a Rafael Garcia, músico erudito e um dos criadores do festival Virtuosi