Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

Clube do Balanço renova vigor do samba-rock em quarto disco

O coletivo paulistano Clube do Balanço tem uma missão louvável dentro do cenário pop brasileiro. Desde que surgiram no início dos anos 2000 eles se dedicam a manter vivo e ativo o samba rock enquanto estilo. No quarto disco, Menina da Janela, eles comprovam que ainda existe muito a ser inventado dentro do estilo.

Encabeçado pelo guitarrista e vocalista Marco Mattoli, uma das maiores autoridades no assunto atualmente, o disco traz uma revigorada para as tracklists de bailes de samba. O grupo ainda conta com Tereza Gama (vocal), Edu Salmaso Peixe (bateria e vocal), Gringo Pirrongelli (baixo), Marcelo Maita (piano), Fred Prince (percussão), Tiquinho (trombone e arranjos de metais) e Reginaldo 16 (trompete e vocais).

Há espaço para romantismo, mas o que chama atenção é o humor de faixas como “Nó”. “Traz pra mim teu samba, que meu rock tá cansado de dar dó”, diz a letra. São dez faixas inéditas, com composições dos integrantes da banda. A produção é de Jesus Sanchez, que já trabalhou com Pélico e Bárbara Eugênia.

O disco não reinventa o gênero e como farol do que o samba-rock pode fazer de melhor, o Clube do Balanço cumpre bem a tarefa quase inglória, mas recompensadora, a que se propôs. [FF]

capa_menina_da_janela1CLUBE DO BALANÇO
Menina da Janela
[YB Brasil, 2014]

Nota: 7,7

Leia Mais
Clube do Samba do Recife sobe o morro com shows de Karynna Spinelli, Benzadeusa e Manu Travassos