Foto: Gio Simões/Divulgação.

Os recifenses da banda de rock instrumental Cosmo Grão de preparam para lançar o seu mais novo projeto, Cosmo Grão e o Reflexo Do Que Não Se Vê”. O trabalho surge como um breve manifesto sobre tensões sociais e políticas do país.

Para apresentar o novo disco, o grupo divulgou a primeira faixa, “Ignosis”. A previsão de lançamento do disco completa é para abril deste ano.

“As músicas do álbum são um escape. Uma ferramenta diante esse cenário grotesco que estamos imersos”, conta Cassio Sales, baterista da banda. “O novo trabalho do grupo também “simboliza uma crítica ao fato de que parece que nós realmente estamos vivendo num período dominado pela pós verdade, onde muitas pessoas parecem não acreditar mais na realidade factual das coisas, e sim em uma comunhão de convicções, opiniões e crenças pessoais distópicas da realidade”, aponta o guitarrista Thiago Menezes, via e-mail.

Composto entre 2017 e 2019, o disco foi todo pré-produzido sob o formato de residências criativas realizadas no home estúdio Glândula, no Agreste de Pernambuco e conta com o trabalho de gravação, mixagem e masterização do músico e produtor pernambucano Mathias Severien (Estúdio Pólvora / Recife).

Formada por Thiago Menezes na guitarra, Rafael Gadelha no baixo e Cássio Sales na bateria, a Cosmo Grão evoca influências que perpassam o rock psicodélico, o grunge e o stoner rock. A banda lançou seu primeiro Ep (homônimo) em Abril de 2015 e o seu primeiro disco, Cosmograma, em maio de 2016 – este em parceria com a Sinewave Label (SP). 

Ouça em primeira mão o novo single “Ignosis”.


Leia Mais
Eva Furnari é a homenageada do Butantã Gibicon