Foto: Divulgação/Domino.
Foto: Divulgação/Domino.
Foto: Divulgação/Domino.

Dan Deacon traz equilíbrio entre pop e experimentação no novo disco

Dan Deacon chamou atenção de todo o mundo com o incrível disco America, seu terceiro trabalho que trazia um equilíbrio entre inovações no pop e ritmos com apelo popular. Mais importante: era bem divertido. Essa parte ele conseguiu manter em Gliss Rifter, novo álbum que saiu fevereiro.

Leia Mais
Dos Arquivos: A viagem de Dan Deacon pelos EUA

Apesar de não superar sua obra anterior, ele conseguiu entregar um conjunto de canções hiperativas, que trabalham bem a orquestra aparentemete caótica de suas batidas. Gliss Riffer é a prova de que Deacon é um dos maiores artesões do pop nesses anos 10. Sua música aponta para impossibilidades estéticas, mas se revela com personalidade sonora.

Há no disco momentos mais contemplativos com pegada de indie rock dos anos 2000 como “Feel The Lightning”, eletrônica acelerada para pistas, caso de “Learning To Relax” e experimentalismo pop como “Meme Generator”. Confortável em seu mundo particular, Deacon afirma um estilo próprio, o graal dos músicos de sua geração. E faz isso em um trabalho cheio de apelo e não apenas um exercício de ego artístico. Vale a pena. [Fernando de Albuquerque]

DAN DEACON
Gliss Riffer
[Domino Recording, 2015]

8,0

Leia Mais
Festival WeHoo anuncia programação com BaianaSystem, Jão, Matuê e Djonga