Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

Dawn Richard segue desafiando convenções no R&B

A cantora norte-americana Dawn Richard se isolou dentro de um espaço pouco explorado no pop, o R&B com ares de eletrônica. Parte da girl band Danity Kane, ela seguiu à risca o modus operandi de muitos dos seus pares na indústria do entretenimento. E como muitos ela também se jogou em um trabalho mais ousado conceitualmente, mas com uma produção sofisticada como apoio.

Leia Mais
O maximalismo de Panda Bear
A estreia promissora do Ghost Culture

Após um elogiado disco, Goldenheart, em 2013, ela retorna com Blackheart, onde segue apostando no lado mais excêntrico do R&B. Há ecos de dream-pop, rock, dance e até trip-hop. “Blow”, o primeiro single, prova que ela pode fazer essas investigações conceituais e de gênero e ainda assim se manter palatável e atraente. A faixa é dançante, pegajosa e não deixa a dever a nenhuma diva do mainstream.

Já “Warriors” é uma balada que trata da superação pessoal. Com uma personalidade e teatralidade marcantes, Dawn Richard pode ser localizada dentro do escopo de artistas que desafiam convenções do R&B como Frank Ocean e Janelle Monáe. [Ricardo T.S]

Dawn_Richard_BlackheartDAWN RICHARD
Blackheart
[Out Dawn Entertainment, 2015]

7,5

Leia Mais
Pernambucanos Valdi Afonjah e Isaar vão ao encontro às suas raízes e ancestralidade em turnê na África