Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

Rustie entre a experimentação e a catarse

Está aqui um trabalho que nem de longe é o mais fácil do ano. O produtor escocês Rustie decidiu arriscar alto em seu segundo disco, Green Language e contou com diversos colaboradores para isso. O trabalho traz nomes como D Double E, Gorgeous Children e o rapper Danny Brown (talvez um dos nomes mais requisitados este ano).

Se equilibrando em uma linha tênue entre o experimental isolacionista e a eletrônica catártica de estádios, o produtor decidiu criar um caminho só seu. Green Language é um disco cheio de camadas, complexo, mas que tem um tom agregador, que convida o ouvinte a ouvi-lo repetidas vezes.

Após uma introdução espacial, lisérgica, Rustie apela para batidas secas e rápidas como a ótima “Raptor”, seguida momentos depois pela trinca de hits “Up Down” e “Attak”, com Danny Brown. A seguir, o disco volta a se mostrar irregular. Seu mérito segue sendo a proposta ousada em investir em um tipo de EDM híbrido entre as boas ideias e a apelação. [PF]

WARP253_Packshot_480RUSTIE
Green Language
[Warp, 2014]

Nota: 7,0

Leia Mais
Gravado há 30 anos para o mercado japonês, Neoclássico, de Patricia Marx, chega às plataformas digitais