Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

faz indie-folk com pouca substância

O sexto álbum do chega tão discreto quanto suas intenções. Depois de surgir em um momento excitante para o indie folk, o grupo retorna com um novo trabalho quando o gênero não encontra mais a mesma ressonância em um período de tantas transformações no rock. Liderado por Andy Cabic, o segue fazendo música de fácil audição, mas pouca substância.

Ainda que diversas músicas criem um ambiente de familiaridade com outros trabalhos do grupo, a exemplo de Thing Of The Past (2008) e To Find Me Gone, este Complete Strangers é o menos interessante da discografia da banda. Há momentos em que Cabic e cia parecem querer experimentar novos caminhos como em “From Now On”, mas no geral apostam na viagem segura. [Rafael Curtis]

vetiver
Complete Strangers
[Easy Sound, 2015]

6,5

leia mais:

Leia Mais
Clayton Barros e Chico César estão juntos em “Açude Negro”, inspirada em Luiz Gonzaga