mozart

Mozart Couto, mestre da escuridão, reafirma estilo próprio em nova HQ de terror

O quadrinista brasileiro Mozart Couto tem sido o mestre da escuridão por anos. Seus traços se tornaram uma marca importante na consolidação dos quadrinhos nacionais como uma arte relevante. Agora, o autor retorna com uma história de horror – seu gênero favorito – em Depois da Escuridão, que sai pelo selo Atomic.

Leia Mais
Solar, um super-herói brasileiro, completa 20 anos
100 anos da Primeira Guerra e os quadrinhos
HQs nacionais olham a História brasileira

A HQ mostra um antigo casarão que esconde um segredo. Logos nas primeiras páginas o leitor tem contato com diversos mistérios que dão alicerce à trama. Couto segue um estrutura clássica, por vezes rígida, dos contos de terror, mas sabe utilizar isto a seu favor muito bem. Outros elementos conhecidos desse tipo de narrativa macabra também dão às caras, como monstros e segredos de família.

Mas Couto se destaca desta vez por renovar seu estilo já consagrado. A todo momento ficamos familiarizados com sua estética, mas como roteirista ele parece estar sempre se renovando. Em Depois da Escuridão ele apresenta uma trama em que trabalha questões de família, classe e ainda psiquiatria. As duas metades da história relacionam uma moça com esquizofrenia e um passado trágico passado no casarão.

Mozart Couto é um mestre atualizado. Um mestre da escuridão, como seu traço bem marcado denota. O livro tem um acabamento acima da média dos fanzines e com uma impressão em alta gramatura que só reforçou o desenho. [Paulo Floro]

Depois da EscuridaoDEPOIS DA ESCURIDÃO
Mozart Couto
[Atomic, 54 págs, R$ 21,90 / 2014]
Compre a HQ pelo blog Quadritos

Nota: 8,0

Veja um preview da HQ:

depois_pag3

depois_pag4

depois_pag2

Leia Mais
HQ Juan Solo, de Jodorowsky e Bess, tem lançamento inédito no Brasil