Foto: Divulgaçao.

Foto: Divulgaçao.

CONTO DE FADAS ASSUSTADOR
faz misto de HQ e livro ilustrado em obra para ser lida em voz alta

O escritor inglês Neil Gaiman, mais conhecido como o autor da série Sandman, da Vertigo, segue explorando na literatura as entranhas do gênero fantasia, buscando referências no passado remoto que chega até às tradições orais europeias. Seu novo livro (Intrínseca), é mais um conto de fadas realista e tenebroso, com tom trágico, e que conta com arte de .

A história fala de um anão que vai em busca de um guia para levá-lo até uma misteriosa caverna onde, dizem as lendas, um homem pode levar todo o ouro que puder carregar. Ele conta com a ajuda do ex-bandido das Highlands escocesas, que o alerta: a riqueza trazida pelo lugar cobra um preço caro.

Gaiman inovou no formato da obra, que fica no meio do caminho entre uma HQ e um livro ilustrado. A ideia do livro surgiu em 2010 quando ele recebeu o convite para uma performance encenada no Sydney Opera House, com apresentação do Quarteto de Cordas FourPlay. Na ocasião, as ilustrações de Eddie Campbell, conhecido pelo clássico das HQs Do Inferno, escritor por Alan Moore, eram projetadas ao fundo.

A narração de Neil Gaiman se transformou posteriormente em CD e agora em livro. Uma adaptação da obra como novela gráfica também está a caminho. Nessa empreitada multimídia, uma coisa se mantém em todas as mídias: a escrita poética de Gaiman. Como foi feito para ser declamado, a obra carrega um estilo narrativo fluído, com cada palavra encaixada perfeitamente dentro das orações. É possível ler o livro em pouco mais de uma hora, de preferência em voz alta para alcançar a experiência plena imaginada pelo autor.

O trabalho de Campbell serve bem ao tom assustador da obra. Seu desenho pintado à mão e traço sujo ajudam a criar a atmosfera tensa entre os dois personagens. Já Gaiman consegue dar um tom profundo à obra sem tornar o texto pesado ou acadêmico. De uma forma precisa, ele acaba tratando de temas como escolhas, família, arrependimento e vingança.

É um trabalho primoroso que brinca com os limites da literatura e das artes gráficos dentro de um projeto artístico bem ambicioso. [Paulo Floro]

A verdade é uma caverna - FRENTE 2.inddA VERDADE É UMA CAVERNA NAS MONTANHAS NEGRAS
Neil Gaiman (texto) e Eddie Campbell (ilustrações)
[Intríseca, 80 páginas, R$ 39,90 na versão impressa e R$ 19,90 no e-book / 2015]
Tradução: Augusto Calil

Veja alguns trechos da arte de Eddie Campbell:

gaiman45

gaiman43

Sem mais artigos