O baiano Vitorino Campos vive seu hype. (Foto: Divulgação).
O baiano Vitorino Campos vive seu hype. (Foto: Divulgação).

O baiano Vitorino Campos, de apenas 25 anos, é hoje um dos nomes mais fortes da moda brasileira, mesmo com pouco tempo de estrada. Ele foi uma das estrelas do Dragão Fashion Brasil, evento de moda autoral e independente, que acontece em Fortaleza. Ele fez hype em torno de seu nome ao propor um vestuário inventivo para as mulheres, que tenha elegância, mas sobretudo conforte – algo nem sempre levado em conta. O tema da coleção foram os buracos negros.

Leia Mais: Dragão Fashion Brasil
Mark Greiner e o Cariri Rocks
Lindebergue leva baile perfumado para passarela
Mário Queiroz e o novo homem

Essa mesma coleção foi apresentada esse ano no São Paulo Fashion Week, o que ajudou a projetar o nome do estilista baiano nível nacional. As modelos entraram na passarela com muita transparência e preto e branco. No verão escuro do estilista ainda houve espaço para algumas cores, soltas de forma aleatória e assimetria nas peças, como é o cosmos, afinal. Nos pés, sandálias rasteiras e alguns saltos. Teve ainda peças bordadas à mão e micropaetês.

Vitorino disse que reviu o clássico de Stanley Kubrick, 2001 – Uma Odisseia no Espaço para compor as peças. O uso das cores e o impacto visual minimalista fazem um link claro com o filme de 1968. Mas, o desfile foi mais futurista que nostálgico ao apostar em novas modelagens e uso de tecidos tecnológicos. E claro, alguma ousadia conceitual. Veja mais looks:

vitorino13

vitorino14

vitorino12

vitorino11

vitorino10

vitorino9

vitorino8

vitorino7

vitorino6

vitorino5

vitorino4

vitorino3

vitorino2

vitorino

Leia Mais
DFB Festival retorna ao presencial com desfiles, shows musicais e debates