Cena do Longa nacional 5 Casas. Foto: Bruno Polido. (Divulgação).

O documentário 5 Casas, longa de estreia do diretor e artista visual gaúcho Bruno Gularte Barreto, chega aos cinemas no dia 8 de setembro. No filme, o diretor viaja para o seu passado no interior do Rio Grande do Sul através de cinco histórias que se conectam, sendo uma delas a sua. Juntas, as narrativas pintam um retrato com as mazelas do Brasil contemporâneo.

O doc apresenta as seguintes histórias: Uma velha professora lutando para manter sua casa de pé, um jovem que sofre agressões por se recusar a esconder sua natureza, uma freira sendo transferida da escola que regeu com punho de ferro por décadas, um velho capataz em uma fazenda mal assombrada e um menino cujos pais morreram 20 anos atrás e que é hoje o diretor que volta para buscar as memórias de sua infância perdida e dar voz a essas pessoas. 

Além de resgatar memórias afetivas evocadas por objetos, livros e fotos de família, o longa engata uma narrativa que traz à tona questões como o etarismo, a especulação imobiliária, a homofobia e o conservadorismo.

5 Casas teve sua estreia mundial no Festival Internacional de Documentários de Amsterdã (IDFA), o maior direcionado a documentários do mundo, assim como rodou por vários festivais como o Biografilm (Itália), o Queer Lisboa (Portugal), o Cinélatino (França) e o Festival de Viña del Mar (Chile), onde recebeu o prêmio de melhor longa documental. Ainda, no 50° Festival de Cinema de Gramado recebeu os prêmios de melhor filme, direção, prêmio do júri popular e montagem na Mostra Gaúcha. 

Leia Mais
HQ vencedora do Prêmio Jabuti 2021 ganha edição em quatro países