O criador de Breaking Bad, Vince Gilligan (Foto: Reprodução: Imovision/Emmys.com)

O criador de , Vince Gilligan (Foto: Reprodução: Imovision/Emmys.com)

No ano em que as atenções estavam voltadas para Breaking Bad e House Of Cards, o telefilme da HBO Behind The Candelabra foi o grande vencedor do Emmy. A produção estrelada por e conta a história do pianista , que passou anos para se assumir gay. O filme, ainda inédito no Brasil, levou melhor ator para , melhor diretor para Steven Sodenbergh e melhor minissérie ou telefilme. Ao todo foram 11 prêmios, incluindo elenco, direção de arte, edição, entre outros.

No Brasil, Behind The Candelabra ganhou o nome de Minha Vida Com Liberace. Ainda não há data prevista para a HBO exibir o filme. Como era esperado este ano, Breaking Bad levou o prêmio de melhor série de drama, desbancando Mad Men e House Of Cards, a primeira produção feita inteiramente para internet a ser indicada à premiação.

Neil Patrick Harris tentou dar uma graça a um evento monótono (Divulgação)

Neil Patrick Harris tentou dar uma graça a um evento monótono (Divulgação)

, atriz ameaçada de morte por seu papel em Breaking Bad, levou o prêmio de melhor atriz. Já Bryan Craston, seu colega de elenco, favorito este ano, perdeu para Jeff Daniels, de The Newsroom. e Jonathan Banks, que concorriam a melhor ator coadjuvante em drama foram derrotados por Bobby Canavalle, de Boardwalk Empire.

Já Claire Danes repetiu o feito do ano passado e levou o prêmio de melhor atriz de drama. Jessica Lange, favorita a melhor atriz em drama ou minissérie por seu papel em perdeu para Laura Linney em The Big C: Hereafter.

Falando em azarões, as categorias de comédia surpreenderam em algumas categorias. Uma delas foi o fato de de ter perdido para Merritt Wever, de Nurse Jackie. Ela ficou tão chocada com a surpresa que não conseguiu nem agradecer ao prêmio. “Preciso ir embora”, disse. Já a série Veep desbancou algumas cartas marcadas ao garantir as vitórias para Tony Hale, de ator coadjuvante e melhor atriz em série de comédia para Julia Louis-Dreyfuss. Jim Parsons, o Sheldon de Big Bang Theory levou o terceiro Emmy da carreira. Já na categoria principal, nada de surpresa: Modern Family venceu pela quarta vez consecutiva.

Nada de novo no show

O Emmy confirmou-se como a mais burocrática e monótona das premiações americanas. Lotada de categorias, os apresentadores parecem que estão disputando uma corrida para não tornar o evento algo insuportavelmente longo. Poucos discursos, praticamente nenhuma atração especial e algumas homenagens.

Este ano a apresentação ficou com Neil Patrick Harris, de How I Met Your Mother. Ele começou a apresentação contando com a ajuda de alguns antigos apresentadores. Ainda participaram da abertura Tina Fey e Amy Poehler, que fizeram piada com o show de Miley Cirus no VMA.

O Emmy trouxe ainda algumas homenagens. Elton John tocou “Home Again” em homenagem ao pianista Liberace. Já Eddie Falco, de Nurse Jackie lembrou James Gandolfini, ator de Os Sopranos, morto este ano. Cory Monteith, de Glee, morto de overdose, foi homenageado por sua colega de elenco, Jane Lynch. Ela fez referência ao perigo das drogas ao falar do ator.

Veja a lista completa de indicados.

Melhor atriz coadjuvante em série de comédia – Merritt Wever (“Nurse Jackie”)
Melhor roteiro de comédia – Tina Fey e Tracey Wigfield (“30 Rock”)
Melhor ator coadjuvante em série de comédia – Tony Hale (“Veep”)
Melhor atriz em série de comédia – Julia Louis-Dreyfuss (“Veep”)
Melhor diretor de série de comédia – Gail Mancuso (“Modern Family”)
Melhor atriz em minissérie ou telefilme – Laura Linney (“The Big C.”)
Melhor roteiro de série dramática – Henry Bromell (“Homeland”)
Melhor atriz coadjuvante em série dramática – Anna Gunn (“Breaking Bad”)
Melhor reality show – The Voice
Melhor ator coadjuvante por série de drama – Bobby Cannavale (“Boardwalk Empire”)
Melhor ator de série de drama – Jeff Daniels (“The Newsroom”)
Melhor atriz de série de drama – Claire Danes (“Homeland”)
Melhor diretor de série de drama – David Fincher (“House of Cards”)
Melhor roteiro para programa de variedades – “The Colbert Reports”
Melhor diretor para Programa de Variedade – Dan Roy King (“Saturday Night Live”)
Melhor Coreografia – Derek Hough (“Dancing with the Stars”)
Melhor roteiro em minissérie ou telefilme – Abi Morgan (“The Hour”)
Melhor ator coadjuvante em minissérie ou telefilme – James Cromwell (“American Horror Story”)
Melhor direção em minissérie ou telefilme – Steven Soderbergh (“Behind the Candelabra”)
Melhor atriz coadjuvante em minissérie ou telefilme – Ellen Burstyn (“Political Animals”)
Melhor ator em minissérie ou telefilme – Michael Douglas (“Behind the Candelabra”)
Melhor minissérie ou telefilme – “Behind the Candelabra”
Melhor série de comédia – “Modern Family”
Melhor série de drama – “Breaking Bad”

Sem mais artigos