Explorando o passado e futuro Ana Cacimba lança seu disco de estreia Azeviche

Com 9 faixas, a cantora mistura ritmos e cria uma musicalidade própria para celebrar suas raízes

Ana Cacimba/ Foto: Paola Bertani

Com a palavra “aquilombamento” sendo o mote de seu trabalho de estreia, a cantora Ana Cacimba lançou o álbum Azeviche nesta quarta-feira (31) a fim de explorar temas do passado e do futuro em uma mistura de gêneros musicais.

De acordo com Ana, o significado da palavra que move a sua produção vem da construção de quilombos e representa a resistência contra a hegemonia branca e luta pelos direitos. Outro tema que permeia toda a criação do disco é a ancestralidade e o resgate a tradições, como explica a artista:

“sempre vi minha arte como uma forma de dar continuidade às tradições, além de ser minha principal forma de oração. Assim como minha avó cantava na beira do rio lavando roupa ou rimava os versos para benzer, eu canto as minhas vivências e memórias, que perpassam as vivências dessas mulheres – minha mãe, minha avó, as que vieram antes delas e todas essas pessoas que existiram e existem pra que eu pudesse ser quem sou”.

Em suas faixas, Ana Cacimba explora o seu passado e futuro por meio da musicalidade plural, que mistura ritmos da cultura popular brasileira, músicas latinas à melodia do beats e elementos que bebem da música eletrônica.

Confira a tracklist completa do álbum:

  1. Omí Purifica (feat. Anelis Assumpção)
  2. Mamãe Oxum
  3. Santa Bárbara
  4. Procissão
  5. Kianda Sereia
  6. Intuição (feat. Winnit e Gabi d’Oyá)
  7. Plural II
  8. Turmalina Negra
  9. Reza
Leia Mais
Fenearte 2022 homenageia os 30 anos do Mangue Beat