O Memorial da América Latina comemora o Dia do Quadrinho Nacional, nesta quinta 30 de janeiro, com a exposição Quadrinhos Infantis Brasileiros.

Na mostra, organizada pela Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo, estão publicações, impressões e gibis nacionais que traçam um panorama da história dos quadrinhos brasileiros infantis. A iniciativa é da Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo (AQC-ESP).

Na abertura, haverá um debate com os artistas Cesar Sandoval (Turma do Arrepio e Trapalhões), Marco Cortez (Seninha), Denise Ortega (roteirista do Sítio do Pica-Pau Amarelo e Menino Maluquinho), Régis Rocha (Herói) e Jal (MSP).

A curadoria da exposição é de Henrique Heo e organização de Marcos Venceslau e Henrique Heo. Colaboraram Alexandre Silva, Bira Dantas, Gazy Andraus, Fabio Tatsubô, Fernanda Ávila, Flavio Mota e equipe de organização de eventos da AQC-ESP / Troféu Angêlo Agostini.

O Nacional do Quadrinho lembra a data da primeira história em quadrinhos lançada no Brasil, em 30 de janeiro de 1869. A HQ se chamava “As Aventuras de Nhô Quim ou Impressões de uma viagem à Corte”, de Ângelo Agostini.

Leia Mais
Cosmo Grão lança segundo disco inspirado pelas tensões políticas do país