Exposição Um Século de Agora reflete sobre os últimos 100 anos da produção artística brasileira

Ao todo, são mais de 70 obras assinadas por 25 artistas em atuação hoje no Brasil

"Lenda do Caracaranã", da artista visual macuxi Carmézia Emiliano, é uma das obras em exibição. (Foto: Divulgação/Itaú Cultural).

Ocupando os três pisos expositivos do Itaú Cultural, a exposição Um Século de Agora apresenta mais de 70 obras de artistas em atuação hoje para suscitar reflexões sobre os últimos 100 anos da produção artística no país. Com abertura nesta quinta (17), às 20h, a mostra encerra o calendário deste ano do Itaú Cultural, permanecendo em cartaz até abril de 2023.

Datadas, em sua maioria, de 2022, as obras são assinadas por 25 artistas de 11 estados brasileiros (PE, RR, MT, AM, SP, RJ, MG, BA, PR, CE). A curadoria, assinada pela sergipana Júlia Rebouças, a baiana Luciara Ribeiro e a matogrossense Naine Terena de Jesus, apresenta obras que questionam noções de tempo, história, tradição e nação, ampliando espaços para identidades preteridas no projeto artístico da Semana de 1922.

Idealizada e realizada pelo Núcleo de Artes Visuais do Itaú Cultural, com expografia da arquiteta Isa Gebara, Um Século de Agora procura abrir terreno para ideias que atravessam a experiência de viver o ano de 22 do século XXI.

SERVIÇO:
Exposição Um Século de Agora
Itaú Cultural – Avenida Paulista, 149 – próximo à estação de metrô Brigadeiro – Pisos 1, -1 e -2
Abertura: 17 de novembro, a partir das 20h
Visitação: 18 de novembro a 2 de abril de 2023 Terça-feira a sábado, das 11h às 20h Domingos e feriados das 11h às 19h
Entrada gratuita

Leia Mais
Evento em celebração aos 30 anos do Manguebeat é adiado