A série Faça Uma Playlist traz contos inspirados em clássicos musicais de diferentes gêneros, épocas e estilos. Os textos são assinados por Ismael Machado, roteirista e escritor paraense, radicado no Rio de Janeiro, autor do livro Sujando os Sapatos – O Caminho Diário da Reportagem, entre outros. As artes são de Igor Alves, ilustrador e DJ paraense, atualmente residente em Portugal.

O primeiro sinal foi quando numa festa de amigos, ela dançou “Like a Virgin” e ele fechou a cara. Ela sempre amara Madonna, desde criança. Mas a partir daquela noite passara a relacionar a música dela a brigas e agressões.

Ela passou a notar, na pele, que havia mudanças de humor sem explicação alguma. Oscilava entre carinhos e atenção e ciúmes desproporcionais e agressões. No dia em que seus braços apresentaram marcas roxas, ela disfarçou com uma blusa de mangas compridas ao ir para o trabalho.

Foram meses na montanha russa de sensações. Ora pareciam fadados a uma felicidade singular, dançando agarradinhos um forró sacolejante e em mesas de bar com amigos. Em outros momentos, as explosões que surgiam intempestivamente.

A gota d’água veio em uma noite quando precisou fugir para a casa dos pais. Ele a ameaçou de morte. E a relação teve um ponto final.

Foram dias, semanas, noites, entre lágrimas e pensamentos. A caverna escura, a confiança em frangalhos, a dor exposta. Mas aos poucos parecia que uma nova pele brotava de antigos ‘cascões’ de ferida.

Mas ela só percebeu o quanto estava realmente livre quando poucos meses depois, na piscina da casa de uma amiga, pôs um até então proibitivo mini biquíni e dançou a valer uma sequência de músicas de Madonna. Entre “Holliday” e “Express Yourself” deixou seu corpo ser levado por “Like a Virgin”. E gargalhou como há muito tempo não fazia. 

Leia mais da série “Faça Uma Playlist”.

Leia Mais
Faça Uma Playlist: “Bizarre Love Triangle”, New Order