A , voltada para publicações independentes anunciou a sua primeira edição virtual, que acontecerá entre 5 e 6 dezembro. 100 editoras participarão do evento este ano.

A alteração do formato se deve à pandemia de Covid-19. A feira organizada pela editora Lote 42 é realizada na Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, mas este ano migra para o virtual.

A proposta é reunir leitores e editoras independentes por meio de transmissões ao vivo gratuitas. Ao longo dos dias, cerca de 100 editoras se revezarão para mostrar suas publicações com criatividade no Instagram.

A expectativa é fomentar que pessoas de todo o Brasil interajam com editoras da cena independente brasileira e internacional. “Pela primeira vez, pessoas de todo o Brasil poderão participar da Miolo(s), conhecendo publicações que expandem os limites da arte impressa e aproveitando também a programação”, diz Cecilia Arbolave, editora da Lote 42 e curadora do evento.

Além disso, será promovido o ciclo de palestras Fala Miolo(s), com falas de 50 minutos sobre diversos temas derivados da publicação impressa. A programação conta com nomes de diversas regiões do país, como a professora Ana Elisa Ribeiro (de Minas Gerais), o escritor e editor Fred Caju (de Pernambuco), o coletivo AUA (de Brasília), o designer gráfico e pesquisador Rômulo Nascimento (do Amazonas), e o editor e jornalista Felipe Melhado, da Grafatório Edições (do Paraná) são alguns dos nomes confirmados.

Inscrições
Editoras interessadas em participar do evento podem preencher este formulário: www.bit.ly/miolos2020. As inscrições vão até o dia 7 de outubro e os selecionados deverão ser divulgados no final do mesmo mês.

A seleção dará ênfase à editoras e projetos que normalmente não poderiam participar do evento em razão da distância geográfica. Outro critério de seleção será a produção de publicações por parte dos artistas durante o período de pandemia.

Leia Mais
Resenha: Mais um recomeço para o Homem Sem Medo