Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

O mangá The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai), um dos mangás de maior sucesso hoje no Japão, começou a chegar às bancas brasileiras esta semana pela editora JBC. Escrito e ilustrado por Nakaba Suzuki, a obra começou em 2012 e teve versão anime lançada no ano passado. É o grande fenômeno na cultura pop japonesa atualmente.

Com 13 volumes encadernados publicados até o momento, o mangá chega ao Brasil com capas internas coloridas e uma introdução e uma ilustração exclusivas para a edição #1 brasileira.

Com uma trama de aventura, companheirismo, lutas e pitadas de humor, The Seven Deadly Sins segue a fórmula clássica de sucesso do gênero Shonen do Japão, com elementos já vistos em Dragon Ball, One Piece e Fairy Tail. A trama fala do “Sete Pecados Capitais” (“The Seven Deadly Sins”), o mais forte grupo de cavaleiros que defendia a região de Britannia. Há dez anos eles foram acusados de tentar dar um golpe para tomar o reino e teriam sido impedidos pelos Paladinos, guerreiros sagrados poderosíssimos do reino de Lyonesse, e fugido.

Agora, dez anos depois, os Sete Pecados Capitais ainda são procurados e viraram lenda. Ninguém sabe se eles estão vivos ou mortos, se estão unidos ou o que teria acontecido com eles. Mas, ao mesmo tempo, começam a surgir indícios de que os Paladinos talvez não sejam tão idôneos assim.

The Seven Deadly Sins, que ainda está em publicação no Japão, chega ao Brasil no formato 13,5 x 20,5 cm, em papel brite 52g, periodicidade mensal e ao valor de R$12,90. A JBC também vai disponibilizar assinatura para o título.

seven

Leia Mais
HQ Os fantasmas de Pinochet cria narrativa de julgamento contra o ditador chileno Augusto Pinochet