Foto: Divulgação/Fundaj.
Foto: Divulgação/Fundaj.
Foto: Divulgação/Fundaj.

O cineasta Fernando Spencer, morto aos 87 anos na última segunda (17), vai ganhar uma pequena mostra-homenagem no Recife, no Cinema da Fundação. Serão cinco filmes, com sessões no sábado (22), a partir das 16h, de graça.

Personagem histórico da história do audiovisual em Pernambuco, ele foi diretor, colecionador e crítico, além de ser responsável pela programação do famoso Cinema Coliseu, nos anos 1960 – ao lado de amigos de geração Celso Marconi, Ivan Soares e Alex. Também foi diretor da cinemateca da Fundação Joaquim Nabuco por 20 anos e realizou filmes importantes como o premiado Valente É O Galo, da época do Super 8. Em 2007, ganhou o título Patrimônio Vivo de Pernambuco.

Os filmes que o Cinema da Fundação vai exibir serão os seguintes:

Valente é o Galo (14’, 1984)..Projetado em Digital/DVD.
Capibaribe (10’, 1982). Ensaio de imagens sobre a relação do Rio Capibaribe com a cidade do Recife e o pernambucano.Projetado em Digital/DVD.
Almery & Ari (10’, 1981). Registro afetuoso do casal Ari Severo e Almeri Esteves, já idosos, em casa, sobre o cinema em suas vidas, e a vida a dois. Projetado em Digital/DVD.
Evocações: Nelson Ferreira (15’, 1987). Projetado em 35mm.
Trajetória do frevo (10, ‘1987). Projetado em 35mm.
História de Amor a 16 Quadros Por Segundo (Co-Dirigido por Amin Steple, 16’, 1992) – Uma revisão histórica e sentimental do Cinema Pernambucano, rico documento. Projetado em Digital/DVD.

Leia Mais
Marte Um é o filme escolhido para representar o Brasil no Oscar 2023