Cena de "Mãe Só Há Uma", com Matheus Nachtergaele, dirigido por Anna Muylaert. (Divulgação).
Cena de "Mãe Só Há Uma", com Matheus Nachtergaele, dirigido por Anna Muylaert. (Divulgação).
Cena de “Mãe Só Há Uma”, com Matheus Nachtergaele, dirigido por Anna Muylaert. (Divulgação).

O Festival de Berlim divulgou a programação da edição deste ano. Três filmes brasileiros, entre eles o novo de Anna Muylaert, Mãe Só Há Uma, estarão presentes. Há ainda duas produções da produtora RT Features, de Rodrigo Teixeira, que foram gravadas no exterior.

Foram selecionados para a Mostra Panorama Antes O Tempo Não Acabava, de Fábio Baldo e Sérgio Andrade; Curumim, de Marcos Prado e o já citado Mãe Só Há Uma. Ao todo 51 produções de 33 países estarão na Berlinale, que vai de 11 a 21 de fevereiro de 2016.

A mostra Panorama escolhe o melhor filme do festival através de voto popular – em 2015, Que Horas Ela Volta?, foi o vencedor. Já o Urso de Ouro é entregue ao melhor longa através de um júri que, este ano, será presidido por Meryl Streep.

O novo longa de Anna Muylaert conta a história de um adolescente transgênero que busca sua mãe biológica após sua mãe de criação ter sido presa. O orçamento foi de apenas R$ 8 mil. A diretora disse ao Adoro Cinema que não espera com esse filme atingir o mesmo sucesso de Que Horas Ela Volta?. “Este filme não vai agradar um público tão grande, é um filme mais fechado. Ele é mais ousado, o menino é transgênero, então o tema é mais jovem, mais porrada!”, disse.

Duas produções da RT Features, produzidos fora do País, estão presentes na lista: Indignation, de James Schamus e Little Men, de Ira Sachs. Os longas são produzidos pelo produtor Rodrigo Teixeira, que produziu outros filmes internacionais, como Frances Ha (de Noah Baumbach) e Love (de Gaspar Noé).

Indignation é estreia na direção de James Schamus, que já foi indicado ao Oscar por O Segredo de Brokeback Mountain (produção) e O Tigre e o Dragão (roteiro), e LITTLE MEN é dirigido por Ira Sachs (O Amor é Estranho) e tem roteiro do brasileiro Maurício Zacharias (O Amor é Estranho, Madame Satã).

“A sensação de ter dois filmes na Mostra Panorama do Festival de Berlim é incrível! Gosto muito do festival e não vejo a hora de voltar. Todos os nossos filmes que passaram lá em anos passados tiveram recepções muito calorosas (apesar do frio!), o público é muito especial. 2016 não podia começar melhor, dois ótimos filmes nossos em Sundance e Berlim. Estou ansioso para saber qual vai ser a reação do público”, disse Teixeira em nota.

Os dois filmes farão sua première mundial no Sundance Film Festival que acontece entre 21 a 31 de janeiro de 2016 e ainda não têm previsão de estreia no Brasil.

Mais berlin

Entre os filmes selecionados estarão presentes o longa Ave, César, dos irmãos Joel e Ethan Coen, com George Clooney, que abre o festival como hors concours; Saint Amour, de Benoît Delépine e Gustave Kerven; Des Nouvelles de la Planète Mars, de Dominik Moll e Mahana, de Lee Tamahori, todos fora de competição. Spike Lee traz o seu novo Chi-Raq, com Samuel L. Jackson e Jennifer Hudson.

Na seleção oficial estão presentes 24 Wochen (Alemanha), Soy Nero, de Rafi Pitts (Alemanha e México), o português Cartas da Guerra, de Ivo M. Ferreira, Hele Sa Hiwagang Hapis, do tailandês Lav Diaz e Zero Days, de Alex Gigney, entre outros. Veja a lista completa no site do festival.

Leia Mais
Documentário O Amor Dentro da Câmera apresenta um romance marcante para o cinema brasileiro