Festival do Rio 2022 divulga seleção da mostra Panorama Brasil

Evento acontece entre os dias 6 e 16 de outubro

Débora Falabella vive Ana em Bem-vinda, Violeta! (Divulgação).

A organização do Festival do Rio 2022 divulgou a seleção de filmes da mostra Panorama Brasil. Criado em 1999, o evento chega em sua 24ª edição, firmado como uma das principais mostras de cinema do calendário mundial e uma das maiores vitrines para a produção nacional.

Na categoria Filme Hors Concours, está Derrapada novo longa de Pedro Amorim, produzido pela 3 Tabela Filmes em coprodução com Globo Filmes e Camisa Listrada BH. A comédia dramática e romântica é uma adaptação do romance SLAM, do escritor e roteirista Nick Hornby (autor de Alta Fidelidade, Febre de Bola e Um Grande Garoto) e tem como principal tema a gravidez na adolescência. Traz em seu elenco Nanda Costa, Matheus Costa e Heslaine Vieira. A Vitrine Filmes será a distribuidora.

Na Competitiva Longas de Ficção, o filme Regra 34 de Julia Murat, marca presença. Ganhadora do Leo pardo de Ouro, prêmio máximo do Festival de Locarno, na Suíça, este ano, a obra quebrou um jejum de 55 anos em que obras brasileiras não alcançavam o feito. Produzido pelas brasileiras Esquina Filmes e Bubbles Project, além da francesa Still Moving, longa será distribuído no Brasil pela Imovision. A atriz Sol Miranda interpreta uma jovem defensora pública que defende mulheres em casos de abuso e se aventura como camgirl.

Na mesma categoria está Bem-vinda, Violeta!, novo longa de Fernando Fraiha. Filmado em Ushuaia, na Patagônia argentina, sua estreia mundial aconteceu no Brooklyn Film Festival, em Nova Iorque, e rendeu ao roteirista, produtor e diretor, o Spirit Award na categoria Longa-Metragem de Ficção. O filme é inspirado no romance Cordilheira de Daniel Galera, e tem produção da Biônica Filmes em parceria com RT. O enredo que traz Débora Falabella como protagonista, conta a história de uma escritora que viaja para um famoso laboratório literário na Cordilheira dos Andes, onde se envolve com o criador de um método, no qual os escritores abandonam suas próprias vidas para viverem como seus personagens.

Em sequência aparece Transe, dirigido por Carolina Jabor e Anne Pinheiro Guimarães, que apresenta a história de um trisal partilhando do amor livre quando um perigo iminente ameaça colocar o futuro de todos em risco. O elenco conta com Luisa Arraes, Ravel Andrade, Johnny Massaro e participação especial de Caetano Veloso.

Na Competitiva Longas – Documentários, KOBRA – AUTO RETRATO fala sobre o artista Eduardo Kobra, autor do mural Etnias, fazendo sua estreia no festival. Dirigido por Lina Chamie, o filme revela a trajetória do artista entre a realidade e o sono. 

Leia mais: Estreia da HQ de Fato analisa a relevância de Belchior cinco após sua morte.

E na categoria Retratos, figura Belchior – Apenas um coração selvagem, dirigido por Camilo Cavalcanti. O filme documental acompanha a jornada de um dos maiores nomes da MPB, viajando pela importância e contemporaneidade de letras e mensagens que compõem a pulsante, viva e cortante obra de Belchior.

O Festival do Rio 2022 acontece entre os dias 6 e 16 de outubro.

Leia Mais
Exposição Mátria de Clara Nogueira reflete sobre o papel do trabalho doméstico