Celia Tupinambá, uma das mediadoras do FALA!/ Foto: Reprodução twitter

Em sua terceira edição, o Festival de comunicação, culturas e jornalismo de causas, FALA!, discute sobre o futuro do jornalismo e o papel que ele deve exercer na sociedade a partir de uma visão popular e pautada em diversidade. O evento acontece de forma híbrida do dia 25 a 27 de agosto na cidade de Salvador, na Bahia e possui transmissão dos eventos através do canal oficial do Festival no YouTube.

Com mesas de debates, oficinas e painéis, o evento traz Aline Midlej, Celia Tupinambá, Mônica Santos, Naira Santa Rita, Rosane Borges e Valéria Lima para apresentarem e mediarem as conversas sobre os temas. Todas as convidadas atuam com uma comunicação em prol da democracia e da diversidade e trazem diálogos sobre a necessidade de se romper com o jornalismo tradicional e se voltar para um novo e mais plural tipo de fazer jornalístico.

“Pensando no futuro do jornalismo e dos meios de comunicação em massa, o propósito do FALA! é abraçar a diversidade e a democracia a partir da perspectiva popular dentro da área e abrir espaço para que profissionais independentes atuem de forma conjunta, sendo capazes de desenvolver discussões amplas e democráticas sobre os temas atuais”, explicou Rosenildo Ferreira, idealizador do FALA!

A abertura do Festival vai se dar ás 19:30 do dia 25 e trará a primeira mesa de debates, com o tema “O lugar da utopia em um mundo distópico”. A mesa será mediada pela jornalista Cristiane da Silva Guterres e com a participação de Helio Santos, o fundador do IBD (Instituto Brasileiro de Diversidade) e Cíntia Guedes, doutora m comunicação pela UFRJ, com ênfase em relações raciais, colonialidade do poder e produção de subjetividade.

Para acompanhar a programação completa do Festival, os espectadores podem entrar no site oficial do evento.

Leia Mais
Novidades musicais da semana conta com singles de Anitta e Maluma, Nicki Minaj e disco de José Miguel Wisnik