O Festival Luz Negra — O negro em estado de representação, é um festival de artes cênicas que evidencia o protagonismo do artista negro nas mais diversas linguagens, como o teatro, a ópera e a dança. O festival teve sua primeira edição em 2017 e é produzido e realizado pelo grupo O Poste Soluções Luminosas, coletivo formado pelos artistas negros Agrinez Melo, Naná Sodré e Samuel Santos.

“Nesta quarta edição pretendemos romper com os paradigmas de preconceito através da própria presença do artista negro em situação de visibilidade”, completa Samuel Santos, diretor teatral d’O Poste.

O festival foi incentivado pelo edital de Festivais da Lei Aldir Blanc Pernambuco e será totalmente online, com atrações das quatro macrorregiões de Pernambuco (Sertão, Agreste, Mata e Região Metropolitana do Recife), além de dois espetáculos de fora do estado.

A cada ano, um artista negro é homenageado. Nesta edição, o homenageado será Guitinho da Xambá, cantor e compositor do grupo Bongar que faleceu em fevereiro. O artista foi grande parceiro do grupo O Poste.

Ao todo, o evento contará com: espetáculos teatrais de Pernambuco, sendo 6 para o público adulto e 4 para a infância e a juventude; solo de ópera; 2 espetáculos teatrais de fora do estado; oficina teatro, dentre outros serviços. Tudo isso oferecido de forma gratuita.

leia mais:

Leia Mais
Jader aposta no forró pop e queer no clipe de “Eu Gosto”