O Festival Macuca das Artes divulgou a programação completa deste ano: Ave Sangria, Luedji Luna, Chico César e Arnaldo Antunes são algumas das atrações do evento, que é chamado de “Woodstock Pernambucano”.

O evento acontece entre os dias 25 e 26 de outubro no Sítio Macuca, zona rural de Correntes, Interior de Pernambuco. Os ingressos custam entre R$ 50,00 a R$ 150,00 e incluem shows, camping e transfer.

Cultuada banda da década de 70, Ave Sangria é referência para diversas gerações e novíssimos fãs que descobriram a banda via internet, os integrantes originais Marco Polo (voz, composições), Almir de Oliveira (voz, guitarra base, composições) e Paulo Rafael (guitarra solo e viola) se reuniram em 2014 para traçar novos planos de voo. De volta aos palcos, o trio revirou o baú do tempo e de lá saíram diversas canções inéditas, compostas no período de 1969-1974. As novas canções e os clássicos da banda farão o público do Macuca das Artes viver uma experiência inesquecível.

Outra atração emblemática do Festival é o multi-artista Arnaldo Antunes, que vem com show inédito que expande o conceito do diálogo entre rock e samba, alternando no repertório, além das canções do álbum seu novo álbum, resgates de rocks “Fora de Si”, “Televisão”, “Essa Mulher”e sambas “Alegria”, “Talismã”, “Só Solidão”, clássicos da sua carreira.

A força e o frescor da voz baiana de Luedji Luna também marcam esta edição do festival, que apresenta “Um Corpo no Mundo”, show dançante e construído para se pensar identidade. Natural de Caruaru-PE, Gabi da Pele Preta desbrava novos estilos e estreita seu diálogo com a MPB e o Pop.

De Catolé do Rocha, Paraíba-PE, Chico César é considerado um dos mais importantes poetas, compositores e músicos da cultura Brasileira.

A programação do festival ainda conta com a Mostra Musical do Coletivo Reverbo, que em seu show coletivo, reúne diversos nomes do atual momento musical de Pernambuco, em uma movimentação inquieta, crescente e dançante, onde a música autoral contemporânea é evidenciada e celebrada pelos artistas e pelo público. Para o palco do Macuca, o Coletivo traz compositores e intérpretes do calibre de Juliano Holanda, Flaira Ferro, Martins, Isabela Moraes,Marcello Rangel, Luiza Fitipaldie Lucas Torres.

Ponto alto do evento, o Cortejo da Macuca, que expressa toda a linguagem da cultura popular, será realizado com a Orquestra Maestro Oséas, patrimônio carnavalesco de Pernambuco.

Este ano, o festival também contempla exposições, intervenções artísticas e oficinas gratuitas de música, reisado e figurinos, em escolas públicas dos municípios vizinhos de Correntes e Palmeirina.

Sob o céu estrelado, luz de candeeiro e ausência de luz elétrica, o Macuca das Artes é uma verdadeira imersão para quem busca contato com a arte, música e a natureza.

Além de uma aconchegante área de camping, piscina de água corrente e uma estrutura de banheiros que inclui opção de banho quente, o Festival também dispõe de restaurantes onde serão servidos café da manhã, almoço, jantar, petiscos e lanches. Incluindo opções veganas, vegetarianas e sem glúten.


Macuca das Artes | Música

Sexta 25/10
23h Reverbo
0h20 Luedji Luna
1h50 Arnaldo Antunes
3h50 DJ Paulo Pezão

Sábado 26/10
14h Cortejo Boi da Macuca (Poço Comprido)
20h30 Gabi da Pele Preta
22h Ave Sangria
0h Chico César
2h Terça do Vinil com DJ 440

Sem mais artigos