O festival Rec-Beat pode suspender a participação de após declarações negativas dadas pela cantora no Big Brother Brasil 21. O espetáculo audiovisual da artista foi previamente gravado para a edição digital Rec-Beat SP, marcado pra acontecer no dia 14 de fevereiro.

A apresentação de está neste momento sendo avaliada para uma possível suspensão pela produção do festival.

“Discordamos fortemente das declarações e atitudes da artista em sua participação na casa #BBB21, que revelam posturas que confrontam os princípios do Festival Rec-Beat”, diz o Rec-Beat em nota divulgada nas redes sociais neste domingo (31). “Por ela estar incomunicável e por envolver vários agentes, estamos avaliando as implicações resultantes de uma possível suspensão da exibição do conteúdo audiovisual gravado pela artista para compor a edição digital do Rec-Beat SP, programada para o dia 14/02.”

O festival informou ainda que é contra a cultura do cancelamento e que qualquer decisão será acompanhada de ações que debaterão xenofobia. Diz ainda que irá ceder espaço para que a cantora se manifeste uma vez que acabe o isolamento do BBB.

Veja a íntegra da nota:

Declarações no BBB

Em episódio exibido no último dia 29 de janeiro, criticou a participante Juliette. ““Me disseram que lá na terra dessa pessoa é normal falar assim. (…) Eu sou de Curitiba, é uma cidade muito reservadinha… Por mais que eu seja artista e rode pelo mundo, eu tenho os meus costumes”, comentou Karol Conká.

Outra participante, Sarah, comentou: “Você foi criada lá”. Karol continuou. “É, eu tenho muita educação. Eu tenho meu jeito brincalhão, mas reparem que eu não invado, não desrespeito, não falo pegando nas pessoas. Eu acho estranho. Mas aí essa pessoa explicou que não foi por mal, antes eu achava que era algo comigo”.

A fala repercutiu muito mal e levantou o debate sobre xenofobia e preconceito contra o Nordeste.

Leia Mais
Cepe divulga os vencedores do Prêmio Nacional de Literatura