blue_hq

Quadrinista Julie Maroh é ativista dos direitos gays na França

Pela primeira vez um filme baseado em uma HQ ganha a Palma de Ouro em Cannes, um dos prêmios de cinema mais importantes do mundo. La Vie D’Adèle, do diretor tunisiano radicado na França Abdellatif Kechiche, mostra a história de amor entre duas mulheres.

O longa foi baseado na HQ Le Bleu est Une Couleur Chaude, de Julie Maroh, lançado em 2010. Mas uma adaptação bem livre como muitos críticos conhecedores das duas obras se apressaram em dizer. Com cenas longas de sexo explícito e um tempo extenso para evidenciar a intimidade das protagonistas, o longa foi elogiado pelo modo intimista da abordagem.

Nos EUA, o longa vai se chamar Blue Is The Warmest Color, que é a tradução literal da HQ francesa. Já HQ chega aos EUA em outubro com outro nome, Blue Angel. A quadrinista Julie Maroh ganhou destaque em 2011, quando venceu o Grande Prêmio no Festival de Angoulême, que está para os quadrinhos assim como Cannes para o cinema mundial.

A autora também é conhecida por ser uma ativista dos direitos homossexuais. Com sua HQ sobre um romance gay, ela mostrou que é possível se comunicar para além de um nicho. Maroh também é uma das artistas que fazem parte da campanha 40 Dessinateurs Contre L’Homophobie, uma resposta de ilustradores e quadrinistas contra a onda homofóbica que ganhou força na França este ano.

adele

Veja abaixo trechos da HQ, em francês. Nenhuma editora brasileira anunciou a compra dos direitos da obra, mas esperamos que isto não demore muito.

blue

blue2

blue3

blue4

Leia Mais
CINE PE retorna ao formato presencial com exibições no Teatro do Parque