Billie Eilish fez uma apresentação usando camisa com rosto de Taylor Hawkins, morto no mês passado. (Reprodução/TNT).

O Grammy Awards aconteceu neste domingo (03), em Los Angeles, e deu destaque para Olivia Rodrigo, que venceu como artista revelação e o Silk Sonic, dos músicos Anderson .Paak e Bruno Mars, que levou os cobiçados troféus de melhor música do ano e melhor gravação do ano.

A cerimônia, que ganhou em dinamismo em relação ao ano anterior, trouxe ainda piadas com o tapa de Will Smith no Oscar, homenagem à cantora Marília Mendonça, morta no ano passado e apresentações incríveis de Lil Nas X e Billie Eilish.

Em sua primeira cerimônica pós-Covid, o Grammy deu ainda mais destaque aos shows musicais e menos às entregas de prêmios, o que vem se tornando uma tendência do prêmio nos últimos anos. Um dos maiores destaques nesse quesito foi Billie Eilish, que entregou uma emocionante performance de “Happier Than Ever” vestindo uma camisa com o rosto de Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters, morto no mês passado. O artista também foi homenageado em vídeo durante a apresentação.

Lil Nas X, que estava indicado em cinco prêmios, mas não recebeu nenhum, fez uma apresentação cheia de hits e enorme produção. Já Olivia Rodrigo trouxe ao palco a música que a catapultou ao estrelato, “drivers license”. Aos 19 anos, Olivia tornou-se a mais jovem artista a ser indicada nas quatro categorias principais do Grammy no mesmo ano (melhor álbum pop, melhor canção, melhor gravação e artista revelação).

Mas quem realmente se destacou nos prêmios foi o Silk Sonic, que ganhou como melhor canção e melhor gravação com “Leave The Door Open”.

Em um dos momentos mais emocionantes da festa, Marília Mendonça foi lembrada no vídeo In Memoriam, que homenageia os artista falecidos no ano anterior. A cantora Elza Soares, que faleceu em março, no entanto, não figurou na lista.

E o apresentador da noite, Trevor Noah, fez uma referência ao ator Will Smith, que deu um tapa no rosto de Chris Rock durante o Oscar deste ano, realizado no último domingo (27). “Vamos ouvir música, dançar, cantar, manter os nomes das pessoas fora de nossas bocas e distribuir prêmios durante toda a noite”, disse na abertura. A frase é uma referência ao insulto proferido por Smith após o tapa: “tire o nome da minha mulher da porra da sua boca”.

Segundo o The Mirror, os organizadores do Grammy teriam pedido aos artistas que “se comportem” durante a cerimônia sob a pena de terem seus prêmios retirados pela organização.

Leia Mais
Filme Swingueira acompanha a vida de jovens dançarinos no Ceará