Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

O filme que chocou o Festival de Cannes pelo teor de violência em 2013 estreia nesta quinta (2) no Grande Recife. Heli, de Almat Escalante, conta a história de uma menina de 12 anos que se apaixona por um jovem cadete da polícia envolvido com o narcotráfico.

O alvoroço em Cannes se deu por causa das cenas ultrarrealistas envolvendo animais e tortura. Logo na abertura um corpo é retirado de um carro e enforcado em uma passarela. Em outro momento, um homem tem o pênis queimado. Esse cinema cru é marca registrada de Escalante, que traz em seus filmes um retrato sincero, mas por vezes amargo da sociedade mexicana contemporânea.

O filme competiu em Cannes na competição oficial e saiu de lá com o prêmio de melhor direção. O trabalho do autor recebeu muitas comparações com Fernando Meirelles, em Cidade de Deus, pelo relato direto e crítico sobre a degradação social na América Latina , mas com um cuidado estético muito bem pensado.

Além de Heli, vale a pena ir atrás de Los Bastardos e Sangre, do mesmo diretor. Veja o trailer:

Leia Mais
CCXP Awards anuncia lista de indicados e abre votação da sua primeira edição