HQ Beliscão une música e ficção científica no retrato de um Brasil distópico

De autoria de Camilo Solano e Aldo Solano, livro é tem inspirações em Moebius, Jodorowsky e Gonzaguinha

Trecho da HQ. (Divulgação).

A HQ Beliscão, do quadrinista Camilo Solano em parceria com seu irmão Aldo Solano, se ambienta em um Brasil distópico do futuro, onde a música é uma ferramenta de rebeldia e instrumento de revolução. Inspirados em Moebius, Jodorowsky e Gonzaguinha, a dupla estrutura uma narrativa provável e próxima da realidade. O lançamento será pela editora Pipoca & Nanquim na CCPX.

O título do livro faz referência ao nome homônimo de um doce de goiaba, e traz a bagagem musical de Camilo, que é filho de pai músico e radialista e mãe que ouvia muita MPB ao longo de seu crescimento.

Beliscão vem da minha vontade de me aventurar na ficção científica que amo tanto. Sou apaixonado por obras de Philip K. Dick, Jodorowsky e séries como Star Trek, Life on Mars e ficava sempre pensando nessa possibilidade de entrar nesses universos criativos. A ideia nasceu em um dia na pandemia onde aprendi a fazer o docinho com goiabada que dá nome ao livro e pensei se no futuro ainda existiria tal iguaria. Na mesma época, cheia de solidão e angústia, imaginar um novo universo para fugir um pouco do que estava acontecendo, ajudou a passar por alguns momentos mais complicados”, contou Camilo.

Assim como Semilunar, lançada por Camilo em 2017, Beliscão traz a música como um elemento importante da história. “A música surge no livro como a forma mais simples e singela que o personagem usa para se expressar, mesmo sem ninguém querer ouvir. Mesmo sem ninguém conhecer ou se importar com o que ele vá dizer. Os conflitos internos do personagem são demonstrados também através da música e de suas motivações”, explicou.

A graphic novel está em pré-venda na Amazon.

O quadrinista já recebeu indicações ao Troféu HQ MIX e ao Prêmio Jabuti, sendo finalista neste ano com a obra Cidade Pequenina, também em parceria com Aldo. (Divulgação).
Leia Mais
DJ Ella de Vuono lança o single “Touch (Baile Mix)” com tons eróticos