Divulgação/Prêmio Grampo.

O Prêmio Grampo de Grandes HQs 2020 anunciou os vencedores nesta segunda (13). A premiação escolhe os melhores quadrinhos lançados no Brasil no ano anterior através da votação de críticos, jornalistas e profissionais da área. Minha Coisa Favorita é Monstro, de Emil Ferris (Companhia das Letras) foi eleita a vencedora e levou o Grampo de Ouro.

O Grampo de Prata ficou com Luzes de Niterói, de Marcello Quintanilha (Veneta) e Intrusos, de Adrian Tomine (Nemo) levou o bronze. A HQ pernambucana O Obscuro Fichário dos Artistas Mundanos, Clarice Hoffmann, Abel Alencar, Maurício Castro, Greg, Paulo do Amparo e Clara Moreira fechou o Top 10.

A lista das melhores HQs do Prêmio Grampo 2020 ficou assim:

1) Minha Coisa Favorita é Monstro (Companhia das Letras), por Emil Ferris (tradução: Érico Assis)
2) Luzes de Niterói (Veneta), por Marcello Quintanilha
3) Intrusos (Nemo), por Adrian Tomine
4) Aurora nas Sombras (DarkSide Books), por Fabien Vehlmann (roteiro) e Kerascoët (arte) (tradução: Maria Clara Carneiro)
5) Silvestre (DarkSide Books), por Wagner Willian
5) Tabu (Mino), por Amanda Miranda, Jéssica Groke e Lalo
7) Viagem em Volta de uma Ervilha (Veneta), por Sofia Nestrovski (Roteiro) e Deborah Salles (arte)
8) O Alpinista (Escória Comix), por Victor Bello
9) Sheiloca (independente), por Lovelove6
10) O Obscuro Fichário dos Artistas Mundanos (Cepe HQ), por Clarice Hoffmann (roteiro) e Abel Alencar, Maurício Castro, Greg, Paulo do Amparo e Clara Moreira (arte)

Veja a lista completa no Vitralizado.

Leia Mais
As 30 melhores HQs lançadas em 2019

Leia Mais
Cinemateca Brasileira reabre com filme inédito e mostra de José Mojica Marins