HQ Super-Zé explora os absurdos de um super-herói no Brasil

A obra escrita pelos escritores José Roberto Torero e Marcus Aurelius Pimenta busca financiamento coletivo

Foto: Divulgação.

A HQ Super-Zé dos escritores José Roberto Torero (vencedor do Jabuti e do Livro do Ano com O Chalaça) e Marcus Aurelius Pimenta (duas vezes finalista do Jabuti) busca financiamento coletivo no Catarse. Editada pela Padaria de Livros, ela nasceu como um romance para adultos, mas o projeto acabou se transformando em uma história em quadrinhos.

A arte é assinada por Romi Carlos (co-autor de Desastres Ambulantes) e André Bernardino (finalista do Jabuti e do HQ Mix em 2021 com Aquarela). E a colorização ficou a cargo de Fabi Marques, que já trabalhou para Marvel e DC, e este ano ganhou o prêmio Ângelo Agostini.

Escrito ao longo de cinco anos livro conta a história de Zé, um jovem que trabalha numa banca de jornais e, ao ser atingido por um raio, acaba recebendo vários superpoderes. Porém, Zé não está num mundo de supervilões. Está no mundo real. E pior, no Brasil.

Então, o que ele deve fazer com seus superpoderes? Combater o crime? Virar garoto propaganda? Entrar para a política? Talvez tudo isso.

O livro tem 128 páginas coloridas e custa R$ 69 reais (frete grátis).

Leia Mais
REP Festival anuncia Matuê, Djonga, Racionais, Ludmilla e mais de cem atrações