Foto: Gi Meira. (Divulgação).
Foto: Gi Meira. (Divulgação).

A banda de post punk In Venus lança seu primeiro disco, Ruína. Parte da renovação do atual cenário de rock alternativo no Brasil, o grupo milita no punk grrrl e lança o álbum pela PWR Records em parceria com os selos Efusiva, Hernia de Discos e Howlin’ Records.

O poder da mãe natureza, a destruição como construção e a atualização de perspectivas são os motes do disco que vem numa atmosfera de veia feminista e anticapitalista;

Composta por Cint Ferreira (voz e teclados), Patricia Saltara (baixo), Camila Ribeiro (bateria) e Rodrigo Lima (guitarra), a In Venus desponta em um momento prolífico da atual cena grrrl paulistana, que inclui grupos como Rakta e Charlotte Matou um Cara. A sonoridade de Ruína é combativa e ritualística em seus mínimos detalhes, calcada no post punk e num manifesto político escrito pela própria vocalista. Os arranjos emprestam elementos de variados estilos, como o no wave, o shoegaze e o slowcore, entre outros, utilizados pelo produtor Lucas Lippaus.

“Como banda, em 2016 passamos por um processo interno de ruína, ao mesmo tempo em que testemunhamos destruições externas, golpes e aniquilamentos na esfera sociopolítica do nosso país e em outras partes do mundo”, revela Cint. “Isso nos afetou num nível que tivemos de rever o que já havíamos criado e acabamos optando por partir do zero, refazendo tudo, para chegar ao que estamos lançando agora”, acrescenta a cantora e também autora das nove faixas do álbum, via e-mail.

Ouça:

Leia Mais
Grammy 2022: Silk Sonic e Olivia Rodrigo são destaques em noite com piadas com Will Smith e homenagem à Marília Mendonça