O Brasil participa do pela primeira vez no sábado (18). O objetivo é incentivar que os leitores visitem uma livraria local e comprem um livro publicado por uma editora independente. Quem quiser acompanhar e participar do evento pelas redes sociais, a hashtag oficial em todo o mundo é #.

A iniciativa foi trazida ao País pelos editores Gustavo Faraon, da Dublinense, e João Varella, da Lote 42. Ambos participaram da última edição da Feira do Livro de Frankfurt e lá entraram em contato com os organizadores do Indie Book Day.

O primeiro Indie Book Day aconteceu em 2013 por iniciativa da editora independente Mairisch, de Hamburgo, na Alemanha, e recebeu muita atenção dentro dos países de língua alemã. Entre 2014 e 2016, leitores, editores e livrarias do Reino Unido, Holanda, Itália, Portugal, entre outros países, se uniram à iniciativa.

“O Indie Book Day visa ressaltar a rica produção de editoras independentes brasileiras, mostrando para o leitor que existe muita vida criativa fora da lista de best-sellers”, diz Faraon. Em todos os países, as livrarias são convidadas a expor com mais destaque os livros de editoras independentes na data. Mais de 30 livrarias brasileiras aceitaram participar da data.

Um mapa com os locais pode ser acessado no link.

Sem mais artigos