Janu faz mergulho pessoal no novo disco Miolo do Oxente

Com diferentes melodias, o cantor perpassa temas pessoais em seu segundo disco

O cantor alagoano Janu voltou ao holofotes com a estreia de seu segundo disco Miolo do Oxente, que mescla elementos plurais do brega e bregafunk em faixas contagiantes.

Dando início a uma nova fase criativa em sua carreira, o artista apresenta faixas que dialogam com suas experiências pessoais e perpassam ritmos regionais, locais e uma pluralidade de melodias.

Com composições próprias, as faixas do novo disco se relacionam com a pandemia da Covid-19 e o isolamento social, trazendo discussões intimas de Janu para o resultado final intimista e plural.

“Esse é um disco que versa muito sobre caminhos, direção, retomada”, explica o cantor.

Leia Mais
Superprodução brasileira, Pluft: O Fantasminha convida o público a voltar a ser criança