O artista pernambucano apresenta seu single de estreia, “Agente Plural”, com lançamento via Alcalina Records. Com influências de ritmos como o baião, coco e brega, ele une o tempero do blues e da música eletrônica em sua música que fala sobre encontros e toques, definida por ele como “desejos supra pandêmicos”.

O lançamento inaugura uma série de três canções que permeiam o audiovisual, a arte e a música. O single já se encontra disponível nos streamings.

JUMA é o acrônimo de Jucélio Matos, pernambucano radicado em São Paulo, que transita entre o audiovisual e a música.

A HQ é queer

Por Carol Almeida, Dandara Palankof e Paulo Floro Mary trabalha numa loja de quadrinhos na pequena cidade de Fort Wayne, Indiana, Estados Unidos. Sua rotina consiste fundamentalmente em lidar com os clientes de sempre: meninos e homens que aparecem por lá buscando história de meninos e homens em missões heroicas, hercúleas e, claro, heteronormativas. Mas naquele 3 de dezembro de 2016, Mary percebeu que havia entrado na loja uma adolescente, aparentemente confusa, buscando quadrinhos que possivelmente ela não conhecia. A […]

Read more

Grande parte das letras foi escrita durante trajetos de CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, em São Paulo) e em momentos de pausa para refeição.

“As letras costumam alternar entre dois blocos temáticos principais: amor e o que eu costumo chamar de Política do Afeto. Enquanto as letras sobre amor e desejo falam por vezes de modo mais genérico, por vezes mais incisivamente sobre dois homens, as letras sobre essa “política do afeto” tratam de questões como a relação entre negritude e branquitude, ancestralidade, e a importância do enfrentamento.”, analisa JUMA.

Leia Mais
Elza Soares lança clipe com música de Adoniran Barbosa, “Vaso Quebrado”