Integrante da nova geração de artistas da cultura popular de Pernambuco, lança seu álbum de estreia, Meu Axé. Inspirado pela sabedoria do coco praieiro de sua família, o trabalho registra músicas autorais de sua avó Dona Vitória Ferreira, entre outros mestres.

O disco tem realização da Casa das Matas do Reis Malunguinho e Quilombo Cultural Malunguinho e conta com incentivo da LABPE – Lei Aldir Blanc de Pernambuco e direção musical e fonográfica de Alexandre L’Omi L’Odò.

Juninho, 23 anos, é neto de Dona Vitória (coquista), sobrinho de Mestre Dédo do Coco (um dos maiores coquistas do Amaro Branco), sobrinho de Zezé de Guarapirá (coquista), filho de Lu Guarú (coquista e percussionista) e criado pela Mestra Ana Lucia do Coco, patrimônio vivo de Pernambuco. Com essa tradição familiar, ele traz bagagem artística para manter vivo o legado das raízes do coco ao mesmo tempo em que traz novas ideias ao estilo.

“Este lançamento ficará marcado em minha vida, pois sempre toquei para muitas pessoas e agora chegou minha vez de ver materializado meu próprio trabalho, meu suor, minha poesia, meu coco”, diz Juninho.

O disco está disponível no YouTube e nas plataformas digitais.

leia mais:

Leia Mais
Festival A Letra e a Voz acontece online e presta homenagem a Paulo Freire