Jupi77er lança o álbum RG expressando em música seu processo de transição de gênero

Disco tem 10 faixas e passeia pelo hip hop, boombap, drill, trap, samba e funk

Jupi77er por Iza Guedes. (Divulgação).

 O poeta e MC Jupi77er lançou o álbum RG acompanhando seu processo de transição a não-binarie. Com 10 faixas, a produção assinada por OOFCY BASS, traz sonoridades que caminham entre hip hop, boombap, drill, trap, samba, funk e experimentações vocais.

“A ideia desse trabalho veio depois da minha retificação de nome. Eu já tinha várias letras prontas precisando de beat e era preciso colocar um projeto meu solo na rua, já que os anteriores estão com o nome antigo. RG veio, então, com a necessidade de colocar minha identidade em evidência, por eu ser uma pessoa transmasculina não-binária”, explicou o artista.

O musicista e performer Gabrelú, integra o disco com uma participação na música “Pensa que me Conhece”, que dialoga sobre a importância de racializar o debate da trans não-binaridade. Jupi77er também revela, através das faixas do disco. sua crença como umbandista, referenciando entidades e orixás de matriz africana. “Não tenho como falar da minha identificação como transmasculino não binário sem falar do meu processo espiritual que veio junto, no mesmo pacote. O axé me salvou e sou muito grato por isso”, afirma.

RG já está disponível em todas as plataformas digitais e foi lançado pelo selo TRME.

Confira o clipe de “Pensa que me Conhece” feat Gabrelú:

Leia Mais
“A Mosca”, faixa de estreia do projeto KillazSystem, ganha vídeo