vai na contramão da ostentação e mostra a capa de seu disco novo, DAMN., todo na humildade. O álbum já tinha sido anunciado para esta sexta (14), após ser adiado em uma semana, e teve seu primeiro single, “Humble.” (Humilde) lançado através de um clipe incrível e cheio de simbologias.

Sem a grandiosidade do seu épico To Pimp A Butterfly, de 2015, temos aqui a capa mais simples e minimalista do rap em muitos anos: apenas uma foto de Lamar usando uma camisa branca e com o nome do álbum sobreposto, bem simples, como se qualquer um de nós com o editor de imagens mais fuleiro fosse capaz de fazer.

O nome das faixas também segue essa proposta mínima, com títulos como “DNA.”, “BLOOD.”, “LUST.”, “LOVE.”. Batizar o disco de DAMN., que é uma interjeição por si só e colocar apenas um ponto no final, e não uma exclamação, é um indicativo bem forte de que Kendrick Lamar quer trazer um novo paradigma para o hip hop.

A tracklist traz apenas duas participações, mas de peso: Rihanna e o U2!. Mas, claro que um time grande deve ter participado da produção, mas ainda não sabemos os nomes dos produtores e demais convidados de Kendrick. Há ainda o mistério da faixa “The Heart Part IV”, que todos acreditavam fazer parte desse disco, mas acabou ficando de fora da lista de músicas.

Esse Kendrick Lamar minimalista é o grande lançamento do ano no rap. O disco, esperamos, chegará a todas as plataformas de streaming nesta sexta (14).

Sem mais artigos