Foto: Divulgação.

– “Didadi” (Awesome Tapes From Africa)

O Mali segue mostrando sua força no cenário musical com o novo trabalho de Nahawa Doumbia, um dos principais nomes da Wassoulou music (ao lado de Oumou Sangaré, entre outras). Apostando na cadência percussiva e na voz potente, é um trabalho no qual é impossível ficar blasé.

Nahawa vem lançando trabalhos há 40 anos e recebe agora a atenção necessária no exterior com esse disco lançado pelo selo Awesome Tapes From Africa, que tem como objetivo garimpar e dar destaque a trabalhos feitos no continente. Nahawa enaltece a música tradicional neste disco, com a presença de instrumentos como o ngoni, o karignan, mas volta sua atenção para a pista de dança, com faixas quase que totalmente dançantes.

Suas letras seguem retratando a realidade de seu país, com falas contra a poligamia que tanta maltrata as mulheres, o périplo dos migrantes que vão para Europa em busca de melhores condições, entre outros temas. A crise migratória do ponto de vista malês é um ponto importante do disco e ótima oportunidade de escuta de um ponto de vista relevante nesse assunto.

Após ouvir Kanawa vale a pena ir usar o algoritmo do streaming a nosso favor e buscar artistas do pop africano para conhecer.

Mais lançamentos desta semana:

– Revolutionary Love (Righteous Babe Music)

Ícone do movimento feminista, Ani DiFranco retorna com um disco altamente pessoal, porém com um verniz político acentuado. No bojo muito folk, soul e jazz-pop.


– Collapsed in Sunbeams (Transgressive Records)

Arlo Parks é uma das revelações de 2020 (dona de hits como “Eugene” e “Black Dog” e chega agora com o seu aguardado disco de estreia, que traz como destaque uma poesia embalada por um indie-pop com ecos de R&B.


– The Bernard Lakes Are The Last Of The Great Thunderstom Warnings (FatCat)

A banda de psych-rock de Montréal retorna com um trabalho monumental de mais de uma hora com reflexões sobre morte e vida, inspirado em parte pela morte do pai de Lasek, um dos integrantes.


– Not Your Muse (Universal)

Outro nome revelação do ano passado (ouçam a viciante “Stop This Flame”), Celeste chega com um disco de estreia duplo que reverencia o melhor do jazz e do soul em um trabalho muito inspirado pelas maiores referências da artista, como Ella Fitzgerald e Aretha Franklin, mas aqui adicionado a um toque de modernidade do novo R&B.


Singles

O rapper Smino prepara o caminho para o seu novo trabalho, que sucede o elogiado NOIR, de 2018 com essa faixa curtinha “MLK Dr” (referência a Martin Luther King). O clipe animado foi dirigido por Oliver Fredericksen.


– “Haunt”

Produtor por trás de beats famosos do rap atual, Clams Casino está todo soturno nesta faixa minimalista que antecipa seu novo trabalho inédito este ano.


– “Saudade da Saudade”

Depois de um elogiado disco em que referencia sua ancestralidade, o pernambucano Zé Manoel está de volta com um novo single, a marchinha “Saudade da Saudade”. Bem no clima do não-carnaval de 2021.


– “Muito Novo”

Grata surpresa do pop pernambucano em tempos recentes, a bule vai lançando mais e mais singles pra aumentar a expectativa do disco de estreia. “Muito Novo” segue a psicodelia dançante do grupo, ainda que sem o experimentalismo do início.

Alguns dos novos discos que chegaram esta semana pra geral atualizar a playlist com os lançamentos musicais.

Toda semana atualizamos a nossa playlist “Novos Sons” no Spotify com as melhores músicas lançadas e também com as faixas que estão bombando, de artistas brasileiros e estrangeiros. Por isso segue o nosso perfil por lá que adicionamos novas faixas quase que diariamente.

Temos ainda diversas playlists organizadas por gêneros e temas. Não esquece de colocar o modo de exibição para exibir as mais recentes.

Leia Mais
Festival No Ar Coquetel Molotov.EXE realiza segunda edição em março e abre convocatória