A autora australiana Cath Crowley. (Foto: Divulgação)
A autora australiana Cath Crowley. (Foto: Divulgação)
A autora australiana Cath Crowley. (Foto: Divulgação)

Livro Graffiti Moon relaciona arte, política e descobertas da adolescência

A escritora australiana Cath Crowley criou uma obra que traz ainda mais relevância para o chamado gênero “Young Adult”, menina dos olhos das principais editoras em todo o mundo. Em Graffiti Moon, lançamento que a Valentina traz ao Brasil, temos uma obra sobre amadurecimento, perda e o papel da arte no mundo atual. O livro mostra um dia na vida de personagens que tem em comum sua relação com o grafite nos muros.

Na trama, Sombra é um grafiteiro que usa os muros como plataforma para expressar suas opiniões. Sua grande fã, Lucy, decide encontrá-lo na noite de sua formatura. Ela conta com uma ajuda improvável, Ed, o rapaz quem tenta evitar desde que deu soco no nariz em seu último encontro. Mas ele parece saber onde encontrar Sombra. Partindo desse mote, Cath desenvolve uma trama cheia de reverberações sobre o momento atual da arte urbana e o papel político do grafite em todo o mundo. Há uma reviravolta na trama, recurso bastante comum em obras voltada para jovens, mas não deixa de ser recompensador para o leitor.

O Sombra ainda conta com o colega conhecido como Poeta, que assina textos na maior parte das obras. Na busca de Ed e Lucy, os trabalhos dos artistas são usados como ponte para discorrer sobre questões de identidade e reflexões sobre o papel da arte na vida das cidades. A autora consegue organizar tudo isso de maneira muito fluída, com uma escrita marcada por um tom poético. É difícil não chegar ao final do livro sem fazer links mentais com Banksy, talvez o artista urbano mais importante no mundo hoje.

É uma obra que levanta muitas questões, o que é ótimo se pensarmos que o livro é voltado para adolescentes e “jovens adultos”. Graffiti Moon é um sucesso editorial. Desde que foi lançado na Austrália, ele já chegou a diversos países do mundo e ganhou o Ethel Turner Prize voltado para literatura “Young Adult”.

Cath Crowley já era uma escritora conhecida antes desse trabalho. Ex-professora, ela é autora de diversos livros infanto-juvenis e adultos, como A Little Wanting Song, Chasing Charlie Duskin, Gracie Faltrain Gets it Right, ainda inéditos por aqui. Graffiti Moon é sua obra de maior repercussão até agora e também a que teve o maior respaldo da crítica. Por sua consciência do papel da arte na sociedade dos dias de hoje, é o apelo pop de sua leitura, é um livro que merece ser descoberto.

GRAFFITI MOON
De Cath Crowley
[Valentina, 240 páginas, R$ 29,90]

graffitimoon

Leia Mais
Livro infantil do escritor egípcio Habib Zahra discute etnocentrismo