Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.

Zero Eterno, mangá baseado no sucesso editorial de Naoki Hyakuta, chega ao Brasil pela JBC. A trama fala de um homem que atuou na Guerra do Pacífico e fez parte da famosa esquadra suicida do Japão na Segunda Guerra Mundial.

Originalmente publicado em 2006, o romance de Hyakuta se transformou em fenômeno editorial no Japão, sendo o livro mais vendido de todos os tempos, com mais de 4 milhões de cópias. Foi também adaptado para o cinema em 2013, chegando a liderar as bilheterias do Japão com mais de 8 bilhões em arrecadação.

O romance virou um mangá em cinco volumes, que será publicado pela JBC no Brasil no mesmo formato. A trama mostra o ponto de vista de Kentaro Saeki, um jovem de 26 anos que busca descobrir o passado de seu avô, Kyuzo Miyabe, homem que batalhou nos céus da Guerra do Pacífico de 60 anos atrás, pilotando um caça Mitsubishi A6M Zero. Ele fez parte a esquadra de pilotos suicidas muito atuante durante a Segunda Guerra Mundial.

Para o leitor brasileiro, a obra é uma rara oportunidade de revisitar a 2ª Guerra mundial sob o ponto de vista japonês, descobrindo detalhes e teorias diferentes pouco abordadas em produtos pop sobre o período.

O título, Eien no Zero, ou Zero Eterno, em tradução literal, se refere a um dos temas centrais da obra, os pilotos Kamikazes. Os caças que eles usavam e, por extensão, os próprios pilotos, eram apelidados de Zero por causa do tipo de missão suicida ao qual se alistavam.

Zero Eterno será distribuído em livrarias e lojas especializadas, com periodicidade mensal, e preço de R$ 23,90.

Divulgação.
Divulgação.
Leia Mais
HQ Cara-Unicórnio lança novo capítulo com o super-herói combatendo o vilão do ódio a diversidade LGBTQIA+